domingo, 5 de julho de 2009

Meus olhos quando semente de sequoia

Esses dias, um amigo me disse:
— Por favor, toma cuidado...
— Por quê?
— Seus olhos, seus olhos já estão daquele jeito!
— Que jeito?
— Daquele jeito, que a terra não há de comer, porque na hora que eles caírem na terra vão nascer duas sequoias.
Ninguém poderia ter definido melhor. Meus olhos sementes de sequoia exaurem minhas forças, guardam energia para viver trezentos anos, se fixam na terra e lançam raízes.
Se o terreno mais uma vez não for fértil, a semente não brota e ganho mais uma cicatriz. São tantas...

2 comentários:

Matina disse...

Liz,

definitivamente vc esta cada vez menos jornalista e mais poetisa :)

LizandraMA disse...

Que bom, espero que você tenha razão!