segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Rogando bendições

Eu já escrevi aqui mesmo sobre a arte de rogar pragas, e acabei tocando de leve em um assunto que muito mais me interessa: a arte de rogar bendições.
Ah, se a bendição pega...
A pessoa que usa desculpas do tipo "eu só estou cumprindo ordens", "mas sempre foi assim" ou "ninguém presta" de repente se vê diante de algo novo e bom... e cai das nuvens! Claro, porque uma pessoa que foi criada numa família em que todo mundo é desconfiado, que sempre pensa mal dos outros, se acostuma a achar que as coisas ruins são assim mesmo e que todo mundo é péssimo até que se prove o contrário.
Então se você trabalha a vida inteira na mesma empresa e é tratado feito gado, você chega à conclusão de que é assim que o mercado de trabalho funciona. E a maioria das pessoas, quando encontra os amigos, não quer nem ouvir falar de trabalho. Quer ir logo enchendo a cara, ou mergulha na novela pra esquecer. Então acaba não tendo mesmo termo de comparação.
Aí uma pessoa dessas vira chefe, e faz com o subalterno o que aprendeu a vida inteira. Se chega alguém querendo mudar alguma coisa, logo acha que o tipo está causando. E faz de tudo pra sabotar qualquer iniciativa, porque afinal de contas... sempre foi assim.
Só que hoje as coisas mudam mesmo, e não dá nem tempo de ver de onde veio a onda.
Por isso, a arte da bendição nunca foi tão importante. Se uma praga do bem pega, a pessoa em questão logo aprende que sim, é possível fazer as coisas de outro jeito, é importante contar histórias novas e ver que aquilo em que você sempre acreditou não é necessariamente o melhor.
Se uma pessoa vem com esse papo para o meu lado, eu costumo dizer: "Eu desejo que você vá trabalhar com pessoas muito, muito, muito legais" ou "Eu desejo que apareça uma pessoa desconhecida na sua vida que te ajude muito". Ah, se pega...
Estava conversando hoje cedo sobre isso com uma pessoa que dá consultorias para empresas, e mais tarde recebi um vídeo que tem tudo a ver, com a palestra de uma escritora nigeriana no TED.
Rogar bendições tem tudo a ver com contar histórias novas sobre o mesmo assunto...

2 comentários:

Camila F. disse...

oi, Lizandra :)
cê tem razão, as pessoas deviam praticar isso, rogar bendições... achei ótimo, rs.

e essa palestra da Chimamanda é muito boa, né? já tinha assistido... muito bom rever.

abraço.

LizandraMA disse...

Pois é, né? Vai que pega... melhor ser boa do que ruim.

Essa palestra é sensacional. Faz a gente pensar em todas as vezes que viu o outro e não enxergou nada...

Legal você passar por aqui, volte sempre!